Pular para o conteúdo
Início » Alimentação Natural para cães: como calcular?

Alimentação Natural para cães: como calcular?

Compartilhe!

A alimentação natural vem ganhando destaque entre os cuidadores de pets preocupados em oferecer uma dieta balanceada e mais saudável para seus companheiros de quatro patas. Mas daí vem a pergunta: alimentação natural para cães como calcular?

Neste post, ajudaremos você a entender melhor o mundo da alimentação natural canina e a medir a porção adequada para o seu amigo.

Como calcular a quantidade de alimentação natural para o seu pet

É importante sabermos que não há uma regra precisa para determinar a quantidade ideal de alimentação natural para seu cão, visto que cada um tem um metabolismo distinto e diferentes níveis de atividade física.

A quantidade de alimentação natural a ser oferecida ao seu doguinho é baseada no peso ideal para ele e não no seu peso atual, principalmente se ele estiver acima ou abaixo do peso recomendado. Esse enfoque no peso ideal visa promover e manter a saúde ótima do seu companheiro de quatro patas.

Porcentagens de Acordo com o Peso Ideal

Seguir uma tabela de porcentagens relativas ao peso ideal do pet é um método eficaz para determinar a quantidade de alimentação natural necessária. A distribuição seguida para doguinhos é:

  • Cães até 3 quilos: cerca de 7% do peso ideal.
  • Cães de 3 a 5 quilos: entre 5 a 6% do peso ideal.
  • Cães de 5 a 10 quilos: de 4 a 5% do peso ideal.
  • Cães de 10 a 22 quilos: de 4 a 5% do peso ideal.
  • Cães de 22 a 40 quilos: de 3,5 a 4% do peso ideal.
  • Cães com mais de 40 quilos: de 3,5 a 4% do peso ideal.

Importante: Divida estas porcentagens em duas refeições diárias. Isso promove uma melhor digestão e absorção dos nutrientes essenciais para a saúde do cão.

Como calcular a quantidade de comida do seu pet na prática

alimentação-natural-para-cães-como-calcular-na-prática

Vamos simplificar o cálculo usando um exemplo prático. Vamos imaginar que peso ideal de Max, um doguinho saudável, é de 10 quilos. Seguindo a tabela, um cão de 10 quilos se enquadra na faixa de receber de 4 a 5% do seu peso ideal em comida natural por dia.

Para calcular a quantidade diária de comida, você usaria a seguinte fórmula simples:

  • Porcentagem mínima (4%): 10 quilos (peso ideal) x 0,04 = 0,4 quilos de comida por dia
  • Porcentagem máxima (5%): 10 quilos (peso ideal) x 0,05 = 0,5 quilos de comida por dia

Isso significa que Max deve consumir entre 400 gramas a 500 gramas de alimentação natural por dia. Para facilitar a digestão e absorção dos nutrientes, divida essa quantidade em duas refeições, ou seja, cerca de 200 a 250 gramas de comida natural em cada refeição.

Ajustes Individuais São Necessários

Tenha em mente que não há fórmula exata para a quantidade de comida natural para o seu cão. Cada pet possui um metabolismo único e um nível de atividade física específico.

Doguinhos de porte pequeno e mais ativos, ou de porte pequeno e menos ativos, bem como de porte grande e pouco ativos, ou de porte grande e muito ativos terão necessidades nutricionais diferentes. O mesmo acontece para cães de porte miniatura, porte médio ou porte gigante.

Por isso, é fundamental ajustar a quantidade de comida de acordo com as características e o estilo de vida do seu pet.

O que é alimentação natural?

A alimentação natural para cães é uma abordagem dietética que busca aproximar a dieta do pet ao que ele comeria em seu estado selvagem, focando em ingredientes frescos, não processados e nutritivamente ricos.

A dieta caseira consiste em uma variedade de carnes, vegetais, frutas e grãos integrais preparados de maneira simples e saudável. Esse método prioriza o equilíbrio nutricional, visando suprir todas as necessidades do animal de forma mais natural e digerível.

Para o Dr. Doug Knueve, veterinário da Beaver Animal Clinic, a alimentação natural “para muitos animais, é mais benéfica do que os alimentos processados”.

Qual a diferença entre ração e alimentação natural?

como-calcular-ração-x-natural

Ração

A ração é um alimento processado, de fácil armazenagem e com uma vida útil longa. A praticidade é um de seus maiores atrativos, além de ser formulada para conter todos os nutrientes que o pet precisa. No entanto, contém conservantes e, muitas vezes, subprodutos que podem não ser tão benéficos a longo prazo.

Alimentação natural

Já a alimentação natural exclui conservantes artificiais e ingredientes de baixa qualidade. Oferece uma dieta mais fresca e com mais variedade, adaptável às particularidades de cada cachorro.

Qual escolher?

Optar entre ração e alimentação natural vai depender das necessidades individuais do seu pet, bem como da sua disponibilidade para preparar as refeições. Muitos donos relatam melhoras na saúde e na energia de seus pets após a transição para a alimentação natural.

O que precisa ter na alimentação do meu cão? A importância de cada nutriente

alimentação-natural-para-cães-como-calcular-o-que-precisa-ter

É importante realizar a divisão de nutrientes de forma equilibrada, algo que um veterinário ou nutricionista animal deverá orientar. A alimentação do seu doguinho deve incluir:

Vegetais

Oferecem uma ampla gama de vitaminas, minerais e fibras, que ajudam na digestão e no fortalecimento do sistema imunológico

Carboidratos

Fontes de energia, como alimentos ricos em calorias ou alto teor de açúcar e gordura, devem ser oferecidos com cautela para evitar problemas como o sobrepeso.

Carnes

Fonte primária de proteínas, indispensáveis para a reparação e construção de tecidos.

Vísceras

Extremamente nutritivas, as vísceras são ricas em vitaminas e minerais.

Gorduras saudáveis

Óleos como o de coco ou de peixe são importantes para a saúde da pele e do pelo, além de serem uma rica fonte de energia.

Água fresca e limpa

Fundamental para manter o pet hidratado e promover o bom funcionamento do organismo.

Sabe o motivo dessa divisão?

A divisão adequada garante que o seu cão receba todos os nutrientes necessários para manter a saúde. Cada grupo alimentar possui uma função específica no organismo do animal.

Como fazer a divisão de nutrientes?

calcular-alimentação-natural-gráfico

A proporção de cada nutriente deve ser estabelecida por um especialista, mas como exemplo, uma regra que se aplica comumente é 50% de proteínas animais, 25% de vegetais e 25% de carboidratos.

Conclusão

Ao decidir por ofertar a alimentação natural para o seu cachorro, é preciso garantir que suas exigências nutricionais sejam atendidas sem excessos ou deficiências. Uma dieta balanceada mantém o peso ideal do seu pet e promove uma vida mais longa e saudável.

A transição para uma alimentação natural oferece uma oportunidade de fortalecer a saúde do seu cão, mas é essencial fazer isso de maneira informada e responsável. Consulte um médico veterinário nutricionista para ajudar a personalizar a dieta do seu pet.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedbacks do Inline
Ver Todos os Comentários